Lívio Torres Mangas; e António Queija. A primeira sede do clube foi em 159 Broad Street, Cumberland, Estado de Rhode Island. Em 1925 passou a ser na mesma rua, ao
número 176. A actual sede foi inaugurada em 27 de Janeiro de 1929. Bem cedo começou o clube a enriquecer-se com verdadeiros tesouros de actividades diferenciadas,
O Clube Juventude Lusitana foi fundado em 8 de Outubro de 1921. Foram cinco os seus fundadores: Adelino de Carvalho; José Francisco Dias; Rogério Leal Luís; Tito
Lívio Torres Mangas; e António Queija. A primeira sede do clube foi em 159 Broad Street, Cumberland, Estado de Rhode Island. Em 1925 passou a ser na mesma rua, ao
número 176. A actual sede foi inaugurada em 27 de Janeiro de 1929. Bem cedo começou o clube a enriquecer-se com verdadeiros tesouros de actividades diferenciadas,
aos quais se chamou “Secções Anexas”.

A primeira anexa criada no clube foi a Secção Desportiva. Tal aconteceu em 4 de Novembro de 1922. O futebol foi sempre a actividade mais popular da secção. Em 1961,
as equipas de futebol tomaram o nome de “Lusitana Sports”. Ao longo dos anos, diversos têm sido os troféus e os títulos conquistados em iniciados, infantis, juniores e
seniores. A equipa de seniores foi campeã em 1985, 1992 e 1993. Ganhou a Taça da LASA em 1988, a Super-Taça em 1993 e a Taça Disciplina em 1984. Os juniores
foram campeões em 1982 e 1989. Os juvenis foram campeões em 1988, 1994, 1995 e 1997. Esta equipa ganhou a Super-Taça em 1994, e a Taça Disciplina em 1996. A
equipa de iniciados fez furor em 1995, ano em que ganhou tudo - foi campeã, e conquistou a Taça, a Super-Taça e a Taça Disciplina. A equipa de seniores já se deslocou
a Portugal. Foi em 1974.
fundamental na vida interna do clube. O grupo foi criado em 3 de Junho de 1923 e,
conhecido como “Senhoras Auxiliares”.

Actualmente, embora não estejam organizadas formalmente, as senhoras continuam
a manter aqui um rasto de carinho, de respeito e de labor, muito apreciado.
A Banda Lusitana apareceu em 1926.

Para lhe assegurar continuidade, tem funcionado aqui, quase ininterruptamente, uma
escola de música. Nesta banda se iniciaram
estreia com uma representação teatral, intitulada “Leonardo, o Pescador”, em Abril
de 1928.
os “actores” e “actrizes” do Juventude Lusitana brilharam com actuações inesquecíveis. Durou cerca de 45 anos o entusiasmo pelo Grupo Dramático. A sua última
actuação foi na festa das comemorações do quinquagésimo anivesário do clube, em 3 de Outubro de 1971. Mas o fermento estava lá e o teatro ressurgiu.

Aconteceu em 1999. Um grupo de sócios meteu mãos à obra e o Grupo Dramático reapareceu, desta vez com o nome de “O Milénio”.

Eram difíceis aqueles tempos. Basta folhear a Hstória. Anos da tristemente célebre “Depressão”. Mas os nossos “pioneiros” não retrocediam. Logo que puseram de pé a
nova sede, conjugaram esforços e adicionaram mais uma “jóia” ao tesouro que já levavam acumulado - a Escola Portuguesa. Aconteceu em 1929. Faltavam os
professores?!… Logo apareceram destemidos voluntários que, na sala de aulas, ao longo de quatro décadas, fizeram verdadeiros milagres no ensino da Língua
Portuguesa. Em Janeiro de 1969 a Escola, até então dirigida por destemidos voluntários, passou a ser orientada por um docente devidamente diplomado, o professor
Amadeu Casanova Fernandes. Salvo melhor opinião, foi o referido professor o grande obreiro da Escola Portuguesa, a qual, em 1973, veio a ser reconhecida oficialmente
pelo Governo Português. A frequência, que a pouca imigração tem reduzido nos últimos anos, chegou a ser de 254 alunos no ano escolar 1980-81.

Quando nove anos eram passados após a fundação, já alguns membros haviam falecido. Justo era não ficarem no esquecimento. Assim, em 30 de Maio de 1930, nasceu
a romagem ao Cemitério “Monte Calvário”. Desde então, todos os anos, em luzido cortejo, com todas as secções do clube, ali se presta homenagem aos sócios falecidos.

Também as festas populares da nossa terra de origem aqui surgiram com toda a sua beleza e pitoresco. Foi em Junho de 1932 que se realizou pela primeira vez, nesta
casa, a Festa de São João. Constituindo hoje um valioso cartaz étnico e social na comunidade, desde então se têm realizado esses festejos de sabor tão popular, sempre
com entusiasmo redobrado do público e dos responsáveis que se esmeram em fazer, cada ano, mais e melhor.

O folclore foi aqui sempre acarinhado. Chegou mesmo a haver dois ranchos folclóricos - o da escola e o do clube. Presentemente, o “Danças e Cantares” é o nosso
rancho folclórico que, ensaiado há quase 20 anos pelo entusiasta António Tomaz, já levou o nome do Juventude Lusitana a Portugal Continental, aos Açores e ao Canadá.

A mais recente adição ao tesouro de valores do Juventude Lusitana aconteceu em 1992 e chama-se “Marchas de São João”. Facto curioso é que todos os pares deste
grupo - actualmente em número de 20 - sempre têm sido constituídos por marido e esposa.

A estreia das Marchas de São João, que aconteceu nas Festas de São João de 1992, constituiu um retumbante sucesso. O povo delirou ao ver o grupo, com seus trajes
garridos e empunhando artísticos arcos e balões. Nos seus 17 anos de actividade, as Marchas de São João têm sido solicitadas a abrilhantar as festas mais diversas em
Rhode Island e nos estados vizinhos, onde já conquistaram apreço assinalável.

A fim de premiar o bom desempenho académico dos jovens, o Juventude Lusitana criou em 1965 duas bolsas de estudo que distinguem dois alunos, filhos de sócios do
clube, prestes a iniciar os estudos universitários.

Ao longo dos anos, houve necessidade de proceder a obras de renovação e até de ampliação. Há registos de obras em 1960, 1971, 1987, 1992, 1993 e 2003, das quais
resultaram não apenas instalações mais amplas e eficientes para o desempenho das actividades da casa, como também o próprio edifício ficou com um aspecto mais
airoso, a despertar a admiração de quantos o visitam.

O Juventude Lusitana promove, no meio em que se insere, uma vastísima actividade social, com incidência no campo cívico, recreativo, cultural e beneficente. Graças ao
prestígio adquirido ao longo dos anos, tem conquistado respeito e admiração tanto na comunidade portuguesa, como na americana. Verdadeira “Catedral erguida em
nome de Portugal”, já recebeu senadores, congressistas, mayors, governadores, ministros, autarcas e embaixadores. Mas a visita mais honrosa, que ficará gravada a
letras de oiro no historial do clube foi a do Presidente da República Portuguesa, dr. Mário Soares. Acompanhado de sua esposa, o distinto visitante fez do dia 24 de Maio
de 1987 uma data inesquecível para todos os residentes, portugueses e americanos.
Clube Juventude Lusitana
Historial
Diretores das Anexas:
Banda --------------------------------- Angelo Correia
Escola Portuguesa ------------------Fernanda Silva
Rancho Folclórico  ------------------Melissa Brasileiro
Seção Desportiva Senior ----------Dennis Candeias
Seção Desportiva Juvenil ----------Victor Oliveira
Teatro ---------------------------------Jose Cunha
Sras. Auxiliares --------------------- Dalcina Craveiro

Diretores de Hi-Low-Jack:
Manuel Batalau e João Torres

Diretor da Festa de São João:
Henrique Craveiro

Assembleia Geral:
Presidente --------------------------A
lbano Saraiva
Vice-presidente --------------------I
sabel Claro
Secretário ---------------------------António Farinho
Secretário adjunto -----------------J
oao Marques
Concelho Fiscal:
Presidente ---------------------------José Quadros
Vice-presidente ---------------------Gregório Rodrigues
Secretário ----------------------------Francinco Barros
2º Secretário ------------------------José Silva
Relatores ----------------------------R
icardo Alves e Carlos Oliveira

Direção:
Presidente ---------------------------Henrique Craveiro
Vice-presidente ---------------------A
nibal Costa
1º Secretário ------------------------Gualdino Seixas
2ª Secretária -------------------------Maria João Martins
Tesoureiros -------------------------José Ribeiro e Dany Loureiro
Relacoes Publicas – ---------------Alberto Saraiva
Diretor de Reabastecimento -----Chris da Costa
Diretora de Festas -----------------Kristina Mendo
Diretor de Bares -------------------Andre Loureiro, Georgina Nascimento,
Ricardo Alves
Diretor de Relações Públicas -----Alberto Saraiva
Diretor de Joias e Quotas ---------José Saraiva
Diretores Auxiliares -----------------Manuel Batalau, Fernanda Batalau, Rosa Almeida, Luis
Almeida, André Loureiro, Manuel Pereira, Ricardo Alves, Isabel Claro, Joao Martins, Georgina
Nascimento.
Download  here CJL ByLaws
Clube Juventude Lusitana        10 Chase Street          Cumberland, RI 02864          Phone -  401-726-9374             Fax - 401-722-6560        cjl1921@yahoo.com
Organization / Organização
2017 Board of Directors